Sobre a Orquestra Sinfônica de Rio Claro

Fundada em 1983, durante estes 31 anos está presente em nossa cidade, se apresentando em concertos e oferecendo cursos gratuitos de instrumentos musicais a toda comunidade através de sua Escola Livre de Música "Fábio Marasca". A Orquestra Sinfônica é uma entidade autônoma e busca formas de manter sua missão que é democratizar o acesso à cultura e o ensino musical instrumental.

 

FUNARTE - Sinfônica é Contemplada no Prêmio de Apoio a Orquestras 2014

Sinfônica de Rio Claro é contemplada no Prêmio Funarte de Apoio a Orquestras. A Fundação Nacional de Artes (Funarte) divulgou nesta segunda-feira, 7 de julho, a lista de projetos contemplados no Prêmio Funarte de Apoio a Orquestras. O Prêmio Funarte de Apoio a Orquestras vai contemplar 31 projetos, cada um no valor de R$ 40 mil.

Esse edital tem por objetivo a seleção de projetos de orquestras que se enquadrem nas classificações tradicionais de “orquestra sinfônica”, “orquestra de cordas” e “orquestra de câmara”, e que visem à aquisição de instrumentos musicais; e/ou aquisição de peças de reposição e/ou materiais de consumo para instrumentos musicais; e/ou aquisição de estantes nacionais para orquestra; e/ou reparação de instrumentos musicais de sua propriedade.

A política de Editais em 2014 da Funarte visa ao estímulo, à reflexão e à experiência estética do público, além do compromisso com a sustentabilidade e com a inclusão social. Os projetos deverão valorizar e fortalecer a memória e a diversidade da cultura brasileira; contemplar temas relevantes da sociedade contemporânea, as novas linguagens, a nova produção cultural brasileira, a transversalidade das artes, a educação, a democratização e a acessibilidade à cultura.

 

Veja detalhes em http://www.funarte.gov.br/musica/divulgados-os-projetos-contemplados-no-premio-funarte-de-apoio-a-orquestras-2014/

 

Violinista da OSESP será professor em Master-classes na OSRC

A Orquestra Sinfônia de Rio Claro traz o violinista Paulo Paschoal, músico da OSESP, para passar alguns dias na cidade oferecendo aos estudantes master-classes de violino, viola, música de câmara e preparando uma orquestra de cordas para se apresentar com ele como solista das das 4 Estações de Vivaldi.  

 

A OSRC, que neste ano já ofereceu pela primeira vez um festival de música voltado principalmente à formação musical e aperfeiçoamento musical profissional, da continuidade na ampliação das atividades oferecendo mais essa novidade. Sempre procurando profissionais em plena atividade e de relevância no cenário musical regional e nacional, a OSRC espera que os estudantes de Rio Claro e região se beneficiem dessa experiência para que se tornem profissionais do mais alto nível.

 

As acontecerão no período da tarde e os ensaios a noite na sede da própria OSRC na Rua 1B, 415, cidade nova e vão de 29/10 a 03/11.

 

Poderão participar alunos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo,  grupos de cordas como quarteto e quintetos. Para participar da orquestra de cordas haverá seleção feita no primeiro dia de master-classes. Os concertos serão nos dias 2 e 3 de novembro.

 

Os interessados poderão se inscreverm pelo e-mail contato@sinfonicarioclaro.com.br. Não é necessário ser aluno da OSRC para participar. As inscriçoes são gratuitas.

 

Paulo Paschoal

Violinista, filho de pai violinista e mãe pianista, Paulo Paschoal iniciou seus estudos de violino com seu pai aos 4 anos de idade. Mas, foi a admiração e a vontade de tocar como o irmão mais velho que o motivou a seguir em frente. Aos nove anos deu continuidade aos seus estudos em um Conservatório Musical, onde venceu vários concursos promovidos pelo próprio conservatório. Em sua trajetória participou de diversas “Master Class” e recebeu orientação de Dimitry Sitkovetsky, Shlomo Mintz e Boris Belkin, entre outros.

 

Foi professor de violino do Instituto Baccarelli que tem por objetivo a formação musical e artística de crianças e jovens de regiões carentes. Já tocou em orquestras como: Orquestra Sinfônica de Sorocaba, Orquestra Sinfônica de Santo André, Petrobrás Pró Música e Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo.

 

No ano de 2004, pensando na oportunidade que poderia proporcionar aos seus alunos de regiões mais carentes e na democratização da música clássica, criou a Camerata Darcos e o Quinteto Brasileiro de Cordas que pode assumir formações menores como o Quarteto  Brasileiro de Cordas e o Trio Brasil.

 

Além de inúmeros CDs gravados com a OSESP possui CDs gravados com a Orquestra de Câmara Banespa, Villa-Lobos, Santo André e da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Além das orquestras gravou CDs com nomes renomados da música brasileira tais como:

 

Roberto Carlos, Chico César, Leonardo e Zizi Possi, entre outros.

 

Também dividiu o palco com artistas como Ney Mato Grosso e Milton Nascimento. Possui três trabalhos solos: no primeiro interpretando obras do compositor Niccoló Paganini e no segundo, acompanhado por um grupo de choros, trouxe composições de Abel Ferreira e Alexandre Guerra e no terceiro com a Camerata Darcos.

 

Há 19 anos é violinista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo - OSESP, considerada uma das melhores orquestras sinfônicas do país, sediada na Sala São Paulo, importante polo cultural do Estado que conta com a melhor sala de concerto da América Latina. Com a OSESP o violinista já esteve em turnê internacional tocando nas melhores salas de concertos do mundo.

 

Atualmente, o músico Paulo Paschoal se apresenta em diversos locais com a Camerata Darcos e formações menores como o Quarteto Brasileiro de Cordas. Estes projetos têm como missão promover a democratização da música erudita e a formação de platéia através da diversificação musical. Surge assim, no cenário nacional brasileiro, uma nova proposta de trabalho que une grandes músicos da Osesp e antigos alunos. Os concerto